Toda Segunda-feira é dia de novidade no quiprocura

Tempo de meia vida

Cada elemento químico radioativo seja qual for sua origem (natural ou artificial), ao se desintegrar ou decair sofre este processo em uma determinada velocidade.

Para se acompanhar a “vida” de um elemento radioativo, ou seja, o tempo que ele sofre decaimento, foi necessário o estabelecimento de um parâmetro de comparação.

Por exemplo, o tempo necessário para que um elemento radioativo tenha sua atividade (processo de decaimento radioativo) reduzida à metade da atividade inicial é denominada de meia-vida do elemento.

Entendendo melhor:

O tempo de meia vida significa o tempo necessário para que a metade dos átomos sofra decaimento radioativo, sendo assim, um átomo pode ter inúmeros tempos de meia vida. Imagine que o elemento radioativo seja um pacote de balas, com 16 unidades e seu tempo de meia vida seja de uma hora. Então, inicialmente, temos 16 balas, depois de uma hora, teremos 8 balas, depois de duas horas a partir do início, teremos 4 balas, após três horas, só teremos 2 balas  e, assim por diante, até um número insignificante. No nosso caso, até que as balas acabem.

Nos processos de decaimento radioativo dos átomos instáveis, ocorre da mesma maneira, só que com os átomos liberando radiação (partículas alfa e beta) e não, balas sendo ”devoradas”.

Escrito por: Miguel A. Medeiros

Você pode se interessar por: