Batom, do que é feito?

Quem não sabe definir o que é um batom? Batom é um cosmético, uma maquiagem muito usada no  no mundo contemporâneo, sendo possível encontrar centenas de vídeos explicando a melhor forma de usar, a melhor cor ou a melhor marca. Praticamente todas as mulheres usam, já usaram ou irão usar batom, em algum momento de sua vida. Existem aquelas pessoas, que simplesmente não saem de casa sem esse acessório. No entanto, o seu uso nem sempre foi tão comum assim.

História do Batom

Há poucos séculos atrás, no século XIX, o uso do batom era atribuído apenas a mulheres promiscuas, assim como maquiagem. Mas no século XX, o batom ganhou aceitação popular, sendo que hoje, é praticamente impossível encontrar uma mulher que não possua um batom em sua bolsa. E é possível que muitas dessas mulheres e também homens, não saibam do que é feito um batom.


A dificuldade das pessoas em não saber do que é feito um batom, está no fato dele ser uma mistura de centenas de diferentes compostos químicos. Entretanto, de maneira resumida, pode-se afirmar que todo batom (sem considerar os tubos deslizantes que os contém) possui corantes, alcoóis, óleos perfumantes e ceras.

Composição do Batom

A cera utilizada na elaboração de um batom, normalmente, é uma combinação de três tipos, cera de abelha, cera de candelila (ou candelilla) e cera de carnaúba. A cera, ou combinação de ceras possibilita que a mistura se mantenha facilmente no formato reconhecido dos batons. Apenas a cera de abelha possui praticamente 300 compostos químicos diferentes, principalmente ésteres (70%), ácidos orgânicos diversos e hidrocarbonetos. Já a cera de carnaúba confere ao batom uma característica única, não derreter na presença do sol, já que essa cera possui temperatura de fusão próxima a 90°C (a cera com maior temperatura de fusão). A cera de candelila, por sua vez, é utilizada por oferecer um efeito plastificante à mistura, elevado brilho e hidrofobicidade (habilidade em repelir água, importante para o batom não dissolver com a saliva).

Embora haja várias ceras de origem natural, a composição dos batons também leva óleo de rícino e ceras derivadas do petróleo.

Outro ingrediente importante na elaboração de um batom é o pigmento, ou melhor uma mistura de pigmentos e corantes, que combinados oferecem a tonalidade desejada. Estima-se que 5% da massa de um batom sejam apenas de pigmentos e corantes. Os corantes mais utilizados em batons são o vermelho carmim, que se deriva de insetos e a Eosina, que possui a capacidade de reagir com a pele do usuário e fornecer uma tonalidade ainda mais vermelha. Para obter tons mais claros, utiliza-se dióxido de titânio, um conhecido corante branco.

O odor (cheiro) de cada batom é responsabilidade de um combinado de óleos perfumantes, que são usados também para mascarar o odor dos outros produtos químicos presentes na composição do batom.

Alguns alcoóis também podem ser encontrados na composição de batons, já que são usados como solventes no processo de produção e até mesmo como hidratante, como é o caso do 1,2,3-propanotriol, comumente conhecido como glicerina.

Como o objetivo geral dos batons é realçar os lábios de seu usuário, algumas vezes, são introduzidos em sua composição, compostos que irritam a pele e provocam leve inchaço, como a capsaicina, extraída de pimentas.

Para saber mais:

Cera de Candelila

Produção de batom na Avon