Espuma, plástico e borracha, como são feitos?

Um polímero é formado pela combinação repetitiva de moléculas orgânicas, que nesse caso são denominadas de monômeros. Quando um composto apresenta uma repetição de monômeros de até 20 vezes, é chamado de oligômero, mas se a repetição for superior a esse número, podendo chegar a milhares de vezes, é denominado polímero.

Os polímeros estão cada vez mais presentes no nosso cotidiano. Espumas, plásticos e borrachas são todos exemplos de polímeros. Mas há também os polímeros naturais, tais como a celuloseproteínas e polissacarídeos.

O vídeo cita e descreve as reações mais comuns para formação de polímeros, tais como adição e condensação, que são responsáveis pela síntese de polímeros tanto naturais, como artificiais. Além disso, o vídeo explica a relação entre o polímero e o simbolo de reciclagem que contém um número (símbolos presentes em todos os polímeros comerciais) e auxiliam no processo de separação para reciclagem adequada.

É apresentado também uma breve explicação sobre a vulcanização de borracha, útil para alterar algumas propriedades da borracha natural ou sintética, como resistência maior a variações de temperatura.

Para finalizar, o vídeo apresenta as classificações dos polímeros, tais como homopolímero, copolímero, polímeros termorrígidos, fibras, termoplásticas e elastômeros.

Você pode se interessar por: